terça-feira, 11 de março de 2014

Maria

Nenhum outro nome é tão mulher do que este
Para descrever a simplicidade da beleza feminina e a complexidade do gênero.
Desde sempre, a escolhida
Até hoje, inúmeras delas referidas e camufladas por trás dessas letras.
Não tão singela quanto parece
Porém, nem tão desvendável quanto aparenta ser.
Algumas simples e únicas
Carregam seu nome isolado com todo poder lhes dado.
Outras, compostas e autênticas
São acompanhadas por outro nome para ficarem em evidência
A probabilidade de alguém ter uma Maria em sua vida é imensa
Agora, a chance de essa ser você e de fazer te querer, é mínima.
Invariavelmente, “mariamente”, aconteceu.
Dentre tantos apreciadores de tal nome e tantas mulheres personificadas nele
Eis mais uma historia.
Mais uma dedicatória.
Escrevendo e findando a poesia...
Só uma Maria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário